sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Queimemos o Ano Velho

Queimemos o Ano Velho...!

Existem momentos que nos fazem pensar!

O que poremos na fogueira de um ano que cessa funções?

  • As tristezas e lamentações?
  • Os projectos abandonados?
  • As omissões?


Para os novos trezentos e poucos dias levaremos.

  • As alegrias;
  • O dever cumprido;
  • Os êxitos e os sorrisos.


Queimemos então nas labaredas da madrugada, os Toros de madeira , os Canhotos do Minho, o Cepo ou Madeiro em outras tantas regiões.

Queimemos enquanto ladeamos a dita fogueira, o que as tradições indicaram no passado, tais como trovoadas e tormentas…!

Queimaremos?

  • As recordações; 
  • Os momentos.


Mas quais poremos na lista?

"Abc" recomenda...!

Que pegues no que te foi bom, do ano que finda e cries os alicerces,

  • A base de sustentação;
  • Os pilares emocionais;
  • As tuas novas correntes racionais.


Que vejas a tua Caixa perante outras perspectivas!

Que verifiques o que correu mal?

Porque correu mal?

O que posso fazer para alterar o resultado final? Das coisas, dos assuntos, das situações que o ano velho nos deixou...!

  • As tristezas e lamentações!
  • Os projectos inacabados!
  • As omissões!


Que queimes então na fogueira da tradição, não os desafios! 

Mas as tuas conclusões, as finitudes vivenciais...

Que abordes então o teu novo ano, utilizando algumas metodologias que te deram frutos no passado.

Que abras a razão da tua emoção, saindo da área de conforto e reorientando o teu novo percurso, a tua nova abordagem aos teus velhos problemas ou situações...


Imagem promocional Capitulo "Na hora em que tudo se perde ou ganha
Livro ABC do Crime 
Azores Nova Alcatraz