sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Os Três Pilares da Caminhada


  1. Actividade física;
  2. Gesto poético;
  3. Motivação.


O ser humano sente necessidade de se mover, de caminhar, de viver!

O movimento suprime as nossas dores e permite uma reflexão e abertura da mente.

Sais da rotina, vives o teu espaço, o teu percurso, o teu caminho, ao saíres de casa deixas a tua zona de conforto e procuras algo mais, nem que seja o ânimo, o estímulo de alguém que procura algo mais.

Fisicamente a actividade de caminhar é considerado como um dos melhores tónicos para restabelecer a ansiedade e o Focus para parâmetros ditos normais,
  • Abandonando a inatividade,
  • A letargia,
  • A lentitude cerebral;


Ao caminhares irás exercitar todos os teus sentidos, transmitindo ao cérebro as observações efetuadas ao longo do percurso, interpretando sombras, cores, texturas, formas das nuvens, personagens que surgem e se cruzam.

Sentirás o ritmo métrico da poesia, a beleza, os sons e a música da vida, versando o caminhar numa perceção de ritmo, transformado numa cadência de sons e palavras que não podes desperdiçar.

Uma das melhores receitas para levantar o ânimo, passa por caminhar!

  • Aprendes a gerir o tempo;

Como ser gregário, 
  • Encontraras novas companhias, ou velhas companhias com novos objetivos (caminhada).

A dor, ou a perceção da dor, o frio ou a sensação de calor, passa a ser facilmente ultrapassável, porque tu tens um objetivo.

Conseguiras estabelecer metas! Etapas e percursos, superando e alcançando objetivos,
  • Específicos;
  • Mensuráveis;
  • Atingíveis;
  • Realizáveis no tempo.


Para ver o que você nunca viu!
                                              É preciso andar por onde nunca andou…"

(O Diário de um Vagabundo, por Edson Nerone)