segunda-feira, 12 de março de 2018

O Desporto Individual com Atletas que pensam da mesma forma dos que jogam em Equipa




No Desporto Colectivo surgem defesas, atacantes, guarda-redes, alas, trincos, e por vezes ainda bases entre outros.

No Desporto Individual temos apenas um Atleta, um Individuo.

Perante esta situação perguntamos ao Treinador(?)
_Sendo o Atleta único, com Caminho próprio
Qual a posição do técnico face a característica diferenciadora do atleta?

Observação: O desporto é individual!

Mas apesar de ser individualizado, será que o mesmo tem ascendência Atacante, Defesa, ou Guarda-Redes, como se eventualmente fosse colocado em campo para um qualquer jogo colectivo.

Análise:
Transmitir aos três como se marca Golos segundo as características únicas de um avançado! Poderá ser apetecível, mas será que é exequível.

Introdução da variável:
Então eis que no desporto individual se pode introduzir a probabilidade e estatística, mais concretamente uma distribuição, Bernoulli (Sucesso ou Insucesso) ...

Formação da Teoria:
Estando todos no mesmo patamar de ensino! 
_A responsabilidade de alavancar um seu atleta, poderá passar por o Treinador sair da sua Zona de Conforto.

Vejamos os casos do andebol que para os livres diretos, mudam de Guarda-redes...

Existe diferenciação, isso é inegável! Contudo o sucesso do Atleta poderá passar por um estudo das suas características físicas e emocionais.

Uns lidam bem com a ameaça, outros apenas com a recompensa.

Qual o Caminho certo? (Para o treinador)

"Talvez" O que for melhor para o Atleta! Deixando o caminho "mais fácil" de lado para o Treinador.

Saindo da Zona de Conforto o Homem do Leme poderá levar o seu Atleta, para o:
*alto-mar;
*Porto de Abrigo;

Ou desligar-lhe o motor emocional, deixando-o a deriva para que qualquer tormenta ou tempestade, o arraste para um qualquer baixio, e lhe carregue de forma violenta e irremediável hipotecando-lhe o futuro.

Afinal tudo se pode resumir a uma distribuição de Bernoulli, distribuição esta discreta do espaço da Amostra (0;1) cujo valor um (1) é a probabilidade do sucesso p e valor zero (0) com a probabilidade de falha

Alargamento a outros sectores:
O mesmo se passará no ensino, Professor/ Aluno, mas o objetivo final será inverso ao protagonizado pelo Desporto.
Para o desporto individual o Foco é na Vitória, só atingível no nível máximo de exigência;
Para o Ensino Público é instruir de forma a que todos alcancem a superação do nível mínimo exigido.

Motivação:
No Desporto Individual encontraremos um nível de Elite extremamente motivado – O Foco do Treino reside neste pequeno grupo;
No Ensino Público encontraremos nos melhores alunos da turma a Desmotivação – O Foco do Ensino reside em transportar os alunos menos capazes para alcançarem os níveis mínimos de exigência.

Cada caso é um caso!
Cada Atleta ou Aluno uma Personalidade, própria, com características por vezes imutáveis, com capacidades de reacção dispares, seja ele mais ofensivo ou defensivo, cabe ao Treinador/ Professor proceder a leitura dos dados fornecidos pelos seus atletas, ou os alavanca ou os deixa a deriva…

https://www.redbull.com/mea-en/red-bull-events-worth-travelling-for